CONSIDERAÇÕES GERAIS: Fortaleza 2×0 Cuiabá, aprende, seleção!

Foto: www.opovo.com.br
(Foto extraída de www.opovo.com.br)

01) Fortaleza venceu o Cuiabá, 2×0, quando poderia ter feito goleada histórica, tal a superioridade do Leão na partida. Com o resultado, os dois clubes completaram 9 confrontos diretos, sedo 6 vitórias do Fortaleza e 3 empates. O nome do jogo foi Daniel Sobralense, autor de 2 gols e com ampla movimentação pelo meio e lados do campo.

02) Berna poderia ter complicado a vitória fácil, quando deu rebote em lance simples, em que tentou encaixar. O goleiro ainda se contundiu, entrando Erivélton, que praticamente só fez uma defesa na partida. A zaga se houve bem, com saídas sincronizadas para impedimento, marcação forte, com apoio direto de Juliano, mais uma boa exibição do atleta.

03) O primeiro gol do Fortaleza foi uma jogada ensaiada, como há muito não se via: Daniel Sobralense finalizou perto da marca do pênalti, sem marcação alguma, após cobrança de escanteio. O mesmo Sobralense ainda perderia duas oportunidades e marcaria outro gol, caindo pela direita. Que show de bola.

04) Para quem assistiu ontem a uma seleção brasileira sem saída de bola, sem articulação de meio campo e sem posicionamento de zaga com cobertura eficiente, o Fortaleza ensinou que é preciso ter variações de esquema durante a partida, senso de colocação e condicionamento de jogadas. Marquinhos 10×0 Dunga, que fique a lição: temos uma boa equipe e um excelente treinador.

05) O Fortaleza perdeu pelo menos uns 6 gols fáceis, não quis golear, Anselmo foi um dos poucos que não se acomodou com a superioridade do Leão e a incapacidade de reação do adversário. É preciso aproveitar as chances, futebol se faz com boas exibições, não que o FEC tenha atuado mal, mas deixou o jogo morno na segunda etapa.

CONSIDERAÇÕES GERAIS – América 0x3 Fortaleza


01) Vencer fora de casa é importante, vencer fora de casa um time até então 100% é demais! Fortaleza assumiu a liderança, de quebra mostrou serviço para sua desconfiada torcida, inquieta com saída de jogadores. Foi uma noite mágica para o bicampeão cearense, daquelas tida como inesquecíveis.

02) No primeiro tempo, o Fortaleza sobrou em campo, com excelente movimentação de Correa, Sobralense e Éverton, confundindo a marcação americana. O Leão reinou absoluto e controlou a posse da bola. No segundo, alguns jogadores aparentando cansaço, o América cresceu, mas Inês já era morta, Leão já vencia por 3×0. Juliano, com grande senso de marcação, e Berna, com excelentes defesas, foram destaques na vitória.

03) Ouvi pasmado o pessoal do Esporte Interativo reclamar da partida feita pelo Éverton, que é isso? sua função tática, hora caindo na esquerda, hora na direita, foi fundamental para a criação de espaços e posse de bola do Leão. Outro vacilo do Esporte Interativo, afirmar que não houve pênalti no lance do 3º gol tricolor, houve toque nítido por trás em Corrêa, eles tentaram ver falta do jogador que veio pela frente.

04) O Leão não é o mesmo sem Jean Mota? Realmente, parece que melhorou. Claro que o atleta fará falta, é excelente jogador, mas o Fortaleza é maior do que uma peça, e mostrou que a capacidade de armar esquemas diferentes jogo a jogo de Marquinho Santos é o fator decisivo até agora. Elias bem que tentou passar informações sobre o estilo de jogo do Leão, mas o time tem variações táticas que permitem driblar até os olheiros.

05) Não é hora de se fechar os olhos às sardas e espinhas, perdemos dois bons atletas de meio campo, é preciso repor, elenco tem que se entrosar para o objetivo maior, a conquista do título. Não se contrata por contratar, mas é preciso agilizar para que o novo soldado tricolor tenha tempo de se familiarizar com as estratégias do comandante tricolor. Esse é o ano!


Aníbal Dantas, professor universitário e sócio-proprietário do Fortaleza Esporte Clube

CONSIDERAÇÕES GERAIS – Confiança 0x2 Fortaleza

01) O Fortaleza venceu com sobras ontem o Confiança, fora de casa, redimiu-se do péssimo resultado da estreia e, de quebra, já está no G-4. Foi uma noite feliz de Anselmo, que marcou dois gols, buscou ajudar na marcação e fez um show à parte em Aracaju. Quem não ficou muito satisfeito foi Marquinhos Santos que, ao final da partida, reclamou que algumas setores deixaram a desejar.

02) O Fortaleza poderia ter saído até com placar mais elástico, aos 17 minutos do primeiro tempo, o Fortaleza já havia anotado o primeiro gol, perdeu uma excelente chance com Corrêa, chutando por cima um rebote da defesa adversária, e outra com Pio, que finalizou bem, mas o goleiro azulino defendeu com a ponta dos dedos, impedindo o segundo gol tricolor. Depois disso, o Fortaleza controlou a partida, sem muito arroubo e sem levar sustos defensivos.

03) Corrêa voltou à titularidade, marcou bem, apresentou-se à frente em alguns lances, e ajudou Lima no comando da equipe. Aliás, esse quadrado de volantes, com Juliano (melhor em campo, ao lado de Anselmo), Pio, Corrêa e Jean Mota, está dando o que comentar. Há alternância de quem chega à frente para ajudar Anselmo e Éverton, enlouquecendo a defesa adversária. Geralmente Pio e Jean chegam mais do que os outros, mas aí é que entra a surpresa, quando os dois outros se projetam.

04) espectador de luxo, Berna só trabalhou com mais ênfase em um lance, mas a defesa apresentou alguns claros que precisam ser corrigidos, em três oportunidades o atacante foi lançado e quase pega a bola sozinho, na última, o juiz erroneamente marcou mão fora da área do goleiro Berna. Willian Simões também não se houve bem, precisa saber seu posicionamento em campo, assim como está, compromete o sistema defensivo.

05) Agora é mais um jogo fora de casa, contra o América-RN, segunda feira à noite (que horário, Deus!). O Mecão está com 100% de aproveitamento, tendo, inclusive vencido fora de casa o River, adversário com quem o Fortaleza empatou em casa na estreia. Jogo difícil e será o melhor teste para se saber o compromisso e a qualidade do grupo de jogadores para a série C. Que se comecem as apostas!

Aníbal Dantas

CONSIDERAÇÕES GERAIS: Fortaleza foi “horRIVER”

01) Fortaleza 1×1 Ríver: É certo que águas passadas não movem moinhos, mas perder 2 pontos em casa, para um time relativamente inferior, nunca é aceitável. O aspecto positivo é que ocorre o tropeço quando ainda se pode dar cabo no erro e melhorar rendimento da equipe. Agora não é hora de se chorar a morte da bezerra.

02) Ouvir críticas a quem, até ontem, era ovacionado nas redes sociais, como Pio e Marquinhos Santos, é reprovável. Se ferradura desse sorte, burro não puxava carroça, a verdade é que muitos se acomodaram após a vitória sobre o Flamengo, não houve aquele esforço que a partida exigia.

03) Partida do Felipe, um dos heróis da épica eliminação do Flamengo, inclusive com golaço, foi para esquecer. Erros de passe, de marcação, sem a menor inspiração. Pio até teve boa intenção, mas de boas intenções o inferno anda cheio, verdade é que estádio vazio não empolga jogador. Jogo de ontem era para ter sido casa cheia, pelo bom momento do time, mas quem tem almofada de pregos não senta muito tempo, mais uma vez baderneiros puniram o Fortaleza e sua torcida.

04) Frango do Berna foi para abrir sinal de alerta, não foi o primeiro, em outras colunas já havia alertado para a necessidade de se ter um reserva que lhe faça sombra, mas à noite todos os gatos são pardos, o time todo comprometeu, não apenas o goleiro. Edimar parecia querer voltar àquele dia fatídico quando provocou derrota do Fortaleza, entregando a rapadura, Willian Simões não apoia, não defende, sabe-se lá o que faz, enfim, foi coletivo.

05) Juliano e Lima foram a salvação da lavoura, brigaram pela posse da bola, deram gás pelo time. Railan entrou, mostrou capacidade ofensiva, mas errou cruzamentos, pode vir a dar certo, é plantar verde para colher maduro. Como um dia é da caça, o outro é do caçador, ontem o Ríver devolveu ao Fortaleza a aplicação tática que o Leão teve contra o Flamengo. Parabéns ao time piauiense. Fortaleza precisa de reforços? Sim, mas depende da adesão ao sócio-torcedor para isso, dinheiro não nasce em árvores e seguro morreu de velho, sem essa de “traz que a torcida paga”, é preciso adesão ao programa antes.


Aníbal Dantas, professor universitário e sócio-proprietário do Fortaleza Esporte Clube

CONSIDERAÇÕES GERAIS – A vitória do centavo sobre o milhão

01) Fortaleza venceu o Flamengo, no Rio de Janeiro, acumulando duas vitórias nos dois jogos pela Copa do Brasil, ambos por 2×1. Foi a vitória do centavo contra o milhão, pois Guerreiro, que atuou na primeira partida, ganha R$ 650 mil por mês, enquanto Émerson, que atuou na segunda, ganha R$ 450 mil. A folha do Fortaleza inteira custa R$ 450 mil. Isso não só prova o atual momento do Leão, mas mostra que nem sempre o capital dita o resultado da partida.

02) Em época de desindexação da economia, proposta pelo novo governo, o salário não foi indexado ao futebol apresentado. O Flamengo inflacionou a mediocridade do meio campo e foi incapaz de reduzir as taxas de juros da posse de bola, teve 69,6% de posse, mas só conseguiu finalizar na direção do gol 7 vezes na partida inteira, mas somente duas com perigo, uma delas fez seu gol. Flamengo limitou-se a levantamento à área, 50 ao todo, sendo 15 dessas cortadas pelo zagueiro Lima, do Fortaleza.

03) Em época de poupar, jogadores aderiram à ideia no quesito faltas, foram apenas 35 no jogo, sendo 18 pelo Flamengo e 17 pelo Fortaleza. O plano econômico do Fortaleza deveu-se à excelente postura defensiva do time, que armou um ministério de defesa competente, com dois zagueiros, dois laterais, três volantes e dois meias com função também de marcação. O Flamengo queimou suas reservas econômicas de troca de passes, 550 no jogo, sem conseguir envolver a marcação tricolor.

04) Fortaleza pode fechar o semestre com superávit, serão mais R$ 660 mil, além da arrecadação contra o América-MG, sem contar com a motivação nos jogos da série C pelos excelentes resultados, conquista do estadual, classificação heroica na Copa do Brasil. O aspecto negativo é que o resultado pode gerar altas na taxa de desemprego, com cuidados para comissão técnica e jogadores do Flamengo, colocados na berlinda pelo plano econômico imposto ontem pelo Fortaleza.

Aníbal Dantas – Professor Universitário e Sócio-proprietário do Fortaleza Esporte Clube.

CONSIDERAÇÕES GERAIS – Preparação para a série C

01) Passado o estadual, todas as atenções se voltam para o objetivo principal: o acesso à série B. Contratações devem ser feitas, mas deve-se, nesse momento, evitar o especulômetro, a diretoria precisa trabalhar com tranquilidade, para contratações não virem apressadas.

02) Berna é bom goleiro, Erivelton, razoável, precisamos de mais um goleiro. Não é a prioridade principal, mas precisamos de confiabilidade no nosso setor mais fraco no primeiro semestre do ano passado. Na defesa, precisamos de reforços nas duas laterais, urgente. Na zaga, com a chegada de Elivelton, temos uma zaga para o gasto, falta mais um zagueiro para garantir o setor.

03) De volantes, estamos bem servidos, dá tranquilamente para jogar a série C, com sobras. Problema na armação é que Clebinho e Elias não emplacaram, Sobralense tem alternado bons a maus jogos, ficam sobrecarregados Jean Mota e Éverton. Com a chegada de Natan, vamos aguardar que melhore, mas é bom ter alternativas.

04) No ataque, dispomos apenas de Juninho e Anselmo, agora chega Ronaldo, pouco para o setor responsável pela alegria dos jogos. Núbio Flávio, Hudson e Augusto não emplacaram ainda. Precisamos de um atacante pelos lados do campo, Juninho não faz boa temporada, principalmente na hora de concluir a gol.

05) Dia 18 deste mês tem jogo de volta contra o Flamengo, precisamos da classificação para reforçar caixa do clube. Em 18 partidas do estadual, Fortaleza ficou com apenas R$ 115 mil, na Copa do Nordeste, em 8 partidas, (4 como mandante), o lucro foi de R$ 505 mil. Passar pelo Flamengo será a receita para estabilizar o time na série C, mais de 1 milhão para os cofres.

Aníbal Dantas – Professor e Sócio-Proprietário do Fortaleza Esporte Clube

Considerações Gerais: Fortaleza 2×0 Imperatriz


Foto de: http://esportes.opovo.com.br/app/esportes/clubes/fortaleza/2016/04/28/noticiasfortaleza,3074209/fortaleza-vence-o-imperatriz-avanca-na-copa-do-brasil-e-vai-enfrentar.shtml

01) Fortaleza não teve dificuldades para vencer o Imperatriz, 2×0, e avançar na Copa do Brasil. Agora o Leão enfrenta o Flamengo, caso conquiste a vitória, enfrentará o vencedor de Bahia x América-MG. O Imperatriz teve alguns lampejos, mas não apresentou qualidade técnica suficiente para fazer frente ao Tricolor de Aço.

02) Ricardo Berna ia entregando o ouro, aos 22 minutos do primeiro tempo, quando o jogo estava 0x0. Saiu mal, jogou bola no adversário e ia tomando gol fácil. É bom goleiro, fez grandes apresentações pelo clube, mas nitidamente está com a confiança abalada. Tem que voltar a ser o confiável arqueiro de outrora, precisaremos muito dele nesta maratona de jogos a ser enfrentada.

03) Juninho chegou como grande contratação, como solução para segundo atacante, mas como erra passes e finaliza com displicência! Já está amargando banco de reservas e pode nem ser mais utilizado. Apostei nele quando chegou, perdi um pouco a confiança. Sobralense também vem devendo boa atuação há algum tempo. Se não se remotivarem, melhor buscarem seus destinos em outros lugares.

04) Pio e Jean Mota, ambos de falta, marcaram para o Fortaleza, que ainda acertou a trave e perdeu gols feitos. Anselmo com boa movimentação, Dudu chegou mais no setor de criação, Fortaleza começa a ganhar um estilo de jogo. Marquinhos dos Santos vem fazendo bom trabalho até agora.

05) Maratona de jogos do Fortaleza tem prosseguimento domingo, contra o Uniclinic, pela decisão do estadual, Quarta-feira deve ser a primeira partida contra o Flamengo, depois enfrenta o Uniclinic, de novo, pela decisão do estadual. Como enfrentou domingo passado o Guarany, serão 5 jogos em 15 dias. Maratona injusta, visto que esse jogo contra o Flamengo será pura falta de mobilização da FCF, que poderia adiar essa partida para depois das finais. Fortaleza sendo punido porque o Flamengo está fora das finais do estadual e a nossa mentora não peitou a CBF.

Por: Aníbal Dantas, professor e Sócio-Proprietário do Fortaleza Esporte Clube.

Considerações Gerais – Fortaleza 4×4 Guarany

01) Fortaleza poderia até perder por dois gols que estaria classificado, isso não vem ao caso, problema foi entrar em campo com salto alto, achando que faria o placar na hora que bem entendesse. O velho ditado prescreve que temos que ter um olho no peixe, outro no gato, não podemos nos preparar para a série C sem terminar o estadual. O seguro morreu de velho, hora de dar o grito para não perder a boiada!

02) Tive a impressão ontem de que o Sobralense estava de má vontade no clube, tamanha a pasmaceira e falta de dedicação em campo, marcou um gol, Quam obligationem fecit, mas não produzia, não corria, não ocupava espaços, uma eminência parda! Na saída de campo para o intervalo, uma preocupação: Anselmo estava visivelmente irritado com a falta de pegada do time, parecia que decidiria quando bem entendesse e não estava nem aí para a partida.

03) Quem cria crises no Fortaleza é a imprensa alvissuja, longe disso, mas está na hora do Marquinhos Santos começar a cortar arestas, alguns grupinhos começam a se formar no elenco, pelo menos é o que se via ontem. Anselmo e Éverton, dois monstros em campo, desdobrando-se em busca do resultado, outros estavam mais preocupados em esperar o tempo passar. Por falta de um grito, perde-se uma boiada!

04) Um elenco com folha superior a R$ 400.000,00 levar sufoco de uma folha inferior a R$ 60.000,00 é complicado, não é o Fortaleza que queremos ver. Uniclinic é muito superior tecnicamente ao Guarany, entrar como ontem é complicar o projeto do bicampeonato. Respeitar o adversário, procurar decidir o confronto em cada lance se tornam metas fundamentais. Não dar sopa ao azar é imprescindível.

05) Agora é a Copa do Brasil, es el momento de poner las barbas salsa, todo cuidado é pouco, afinal esse imperatriz ontem venceu pelo estadual por 3×0 e lidera o grupo B do maranhense. Temos que entrar focados e preparados para jogo difícil, é hora de tirar os ases das mangas e decidir com vontade, sem grupinhos ou estrelismos. Dar uma pausa necessária no estadual e pensar em classificação para enfrentar o Flamengo pela Copa do Brasil.

Por Aníbal Dantas, Professor universitário e sócio-proprietário do Fortaleza Esporte Clube.

CONSIDERAÇÕES GERAIS – Semifinais do estadual e Copa do Brasil

01) Jornal  Diário do Nordeste estampa notícia de que o Fortaleza não vence há 5 jogos, às vezes as vitórias vêm do resultado adverso. Foram o empate com o Ceará, 1×1, que deixou os alvinegros na última posição do grupo B2, que culminou com sua saída prematura da competição, dois jogos com o Bahia, perdeu em casa, 2×1, e empatou fora, 1×1, e dois jogos contra o Guarani-J, 0x0 e 0x1, que selaram o destino das semifinais sem o Ceará. Não há crise, podem acreditar.

 

02) A emblemática derrota para o Guarani-J, em pleno Castelão, por 1×0, e o empate em Juazeiro mostraram que o Fortaleza ainda carece de um elenco mais qualificado para as disputas da série C, não pelo placar em si, o Guarani até poderia ter vencido por maior saldo de gols, mas pela falta de criatividade no ataque e segurança na defesa. No jogo em Juazeiro, se não fosse Berna, teria perdido, também. Sem essa de que jogou sem vontade, jogou foi sem qualidade mesmo.

 

03) Estamos com um elenco com a conta do chá, precisamos de investimentos em todos os setores, um zagueiro foi contratado, Elivélton, vindo do Fluminense, mas precisamos para ontem de mais dois laterais, um para cada lado, um meia de criação e um atacante pelos lados do campo.

 

04) Primeira partida contra o Guarany, pelas semifinais, não vai ser moleza, como apregoam, o bugre sobralense possui 3 vitórias nos últimos 4 jogos, cresceu na competição, Guarany 1×0 Maranguape, Fortaleza 2×0 Guarany, Guarany 2×0 Uniclinic e Maranguape 0x1 Guarany. É certo que neste ano o Fortaleza venceu o mesmo Guarany 4 vezes, duas pela Copa dos Campeões, Fortaleza 3×0 Guarany e Guarany 0x2 Fortaleza, e duas vezes pelo estadual, Guarany 0x2 Fortaleza e Fortaleza 2×0 Guarany, mas as circunstâncias são outras.

 

05) Festival de disse-me-disse envolvendo a desclassificação do Ceará do estadual. Não foi o Fortaleza o culpado, um time que fica em 3º lugar dentre 3 times merece mesmo ficar de fora. Ano passado vivíamos situação semelhante, Ceará foi à campo com reservas e perdeu, não foi abertura, como não foi agora, foi time reserva sem condições de disputa. Não ficamos fora por vencer o próprio Ceará. O Maranguape só fez 2 pontos na fase, um contra o Ceará. Quer se classificar, jogue bola, meu irmão!

 

06) Após os 2 jogos contra o Guarany-S, será a vez do Imperatriz, pela Copa do Brasil. Até lá, já deveremos ter 4 jogadores disponíveis do Departamento Médico, mais os contratados, até agora só o Elivélton. Confio no treinador para montar um time forte e passar de fase, precisamos da grana!

Considerações Gerais – Empate com o Bahia

01) Bahia 1×1 Fortaleza, um autêntico jogão, classificação do Bahia, embora muitos atentem para o fato de que o Fortaleza perdeu pelo menos 6 grandes chances de vencer a partida, foi penalizado com um gol de empate no final do jogo.

 

02) Lamentar os gols perdidos ontem? De jeito nenhum, problema foi o jogo de ida, quando perdeu gols e levou virada do Bahia. Mata-mata é assim, tem que fazer o resultado em casa e tentar bom resultado fora. Fica a lição para a série C, mas gostei, e muito, da postura do Leão.

 

03) Mesmo sem ter repetido o nível de atuação do jogo de ida, quando foi o melhor em campo, Éverton destacou-se também domingo, embora com marcação mais próxima. Quem ainda está devendo uma partida constante e bem jogada é Daniel Sobralense, teoricamente o “cara” do Fortaleza.

 

04) Pio quase foi expulso (seria  a 3ª vez consecutiva), treinador tirou Felipe e deixou o Pio em campo, quer matar a gente do coração. Parece que o Marquinhos está com o time na mão, se continuar assim, rumo ao bicampeonato e à série B.

 

05) Juninho alterna muito na partida, à priori foi bem, mas perde muitos passes e se preocupa muito em cavar faltas. Quem não esteve bem foi Anselmo, mas atribuo isso ao seu posicionamento isolado na frente, jogadas partiram de trás. Ainda assim, o artilheiro tricolor no ano perdeu um gol sozinho com Lomba, goleiro do Bahia.

 

06) 3 bolas na trave, 2 gols perdidos somente goleiro e atacante, várias finalizações a gol, nada disso pode ser obra do acaso: time começou a criar mais, porém peca demais nas finalizações. O importante ontem foi a configuração tática do time, que mostrou flexibilidade durante a partida, alternando posicionamento e criando dificuldades na marcação. Agora tem 10 dias para montar o time, sem essa de arriscar esgotamento físico de atleta, é preparar para Imperatriz e semifinais.

07) Muitos querem que o Fortaleza empate as duas partidas com o Guarani, isso não é suficiente para o clube juazeirense. Melhor uma vitória para cada, pois com 2 empates corremos o risco de perder a primeira posição geral na competição, o direito a um adversário teoricamente mais fraco e a vantagem na final, além de não adiantar nada em relação ao Ceará, que pode vencer e passar o próprio Guarani no saldo de gols. Leão (qual? os 2) tem que vencer 1 dos 2 jogos, pelo menos.