Fortaleza recebe Avaí no Castelão e tenta retomar o Brasileirão com vitória

O Fortaleza recebe o Avaí no Castelão neste sábado, às 17 horas (de Brasília). O duelo é um reencontro de dois times promovidos da Série B na última temporada, com o time cearense campeão e o clube catarinense na terceira posição.

Jogando em casa, o Fortaleza busca sua quarta vitória no Brasileirão. O time comandado por Rogério Ceni chegou à pausa para a Copa América na 14ª posição, com dez pontos somados, e venceu o Cruzeiro por 2 a 1 no Castelão na última partida que disputou.

Apesar de favorito no confronto, o Fortaleza retoma o Brasileirão com baixas. Cinco jogadores (Patrick, Dodô, Júnior Santos, Marcinho e Matheus Alessandro) foram negociados durante a pausa para a Copa América, enquanto apenas o meia Mariano Vásquez foi contratado.

O Tricolor do Pici finalizou os treinamentos na manhã desta sexta-feira (12), no CT em Maracanaú. Na terça, o time comandado por Rogério Ceni venceu o Ferroviário por 2 a 1. O amistoso, que serviu como teste para a retomada do Brasileirão, foi fechado para a imprensa. André Luis teve uma pancada no joelho direito na última quarta-feira (10). A assessoria do clube confirmou que o atacante é dúvida para a partida. Com isso, a tendência é que Kieza atue na equipe titular.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA x AVAÍ

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 13 de julho de 2019, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP).

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe e Juninho; Romarinho, Kieza, Wellington Paulista e Osvaldo.
Técnico: Rogério Ceni.

AVAÍ: Vladimir; Léo, Betão, Kunde e Paulinho; Pedro Castro, Luanderson e Julinho; Douglas, Brenner e Lourenço.
Técnico: Alberto Valentim.

Mesmo jogando bem, Fortaleza toma gol no finalzinho e se despede da Copa do Brasil

Leão fez jogo de igual para igual, mas acabou derrotado na Arena da Baixada (Foto: Miguel Locatelli/Atlhetico Paranaense)

Não deu para o Leão, com gol sofrido aos 43 minutos do segundo tempo, o Fortaleza foi derrotado pelo Athletico-PR na Arena da Baixada, na noite desta quarta-feira, 5, e está eliminado da Copa do Brasil. O tento solitário do placar de 1 a 0 foi marcado pelo atacante Marco Ruben, de cabeça, evitando que a definição do classificado saísse na disputa por pênaltis.

O Leão terminou a partida com um jogador a menos, já que Carlinhos foi expulso aos 36 minutos do segundo tempo, após receber o segundo cartão amarelo. O Tricolor ainda teve a chance de empatar aos 48, em cabeçada de Tinga, mas o goleiro Santos fez defesa difícil.

A classificação rendeu ao furacão R$ 3,15 milhões, de cota de avanço. O Fortaleza agora fica totalmente focado no Campeonato Brasileiro da Série A, que volta a disputar no sábado, 8, quando enfrenta o Grêmio no Rio Grande do Sul.

O Jogo

Rogério Ceni escalou um time com modificações no ataque, colocando Romarinho e Osvaldo para atuar por fora e Marcinho e Marlon para atuar por dentro. Essa formação privilegiava a velocidade para contra-ataques.

A estratégia do Fortaleza era jogar no erro do adversário, por isso os laterais subiam pouco cabia a Felipe Araruna ser mais uma opção na frente quando o Leão tinha a bola. A marcação baixa forçava o Athletico-PR ao erro e as bolas interceptadas geravam contra-ataque.

No primeiro tempo o Tricolor chutou até mais bolas no gol que Furacão. A melhor delas foi um arremate de Felipe Araruna de fora da área, que obrigou Santos a fazer boa defesa. Os donos da casa responderam com cabeçada perigosa de Nikão e bola na trave após chute de Léo Pereira.

A intensidade do jogo no segundo tempo foi um pouco menor. As substituições de Ceni (Tinga no lugar de Marcinho, Dodô no lugar de Gabriel Dias e Júnior Santos na vaga de Osvaldo) não surtiram muito efeito e o Athletico-PR teve as melhores oportunidades. Numa cabeçada de Cirino, aos 40, Felipe Alves fez milagre.

Depois que o Furacão pulou na frente, aos 43, o Fortaleza tentou pressionar no final, mas cedia contra-golpes. Tinga teve a chance do empate, mas a estrela do arqueiro rubro-negro brilhou. Foi o primeiro mata-mata da atual temporada em que o Leão saiu de campo derrotado.

Em busca da classificação para as quartas, Fortaleza vai até Curitiba enfrentar o Athletico

Foto – Diário do Nordeste

O Leão vai a Curitiba medir forças contra o Athletico/PR pela segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo acontece nesta quarta-feira (5), às 19h15, na Arena da Baixada.

Para avançar de fase, o Tricolor do Piciprecisa apenas de uma vitória simples contra os paranaenses, já que empatou por 0 a 0 no primeiro jogo, na Arena Castelão. Em caso de um novo empate, a partida vai para os pênaltis.

Como não há a regra do gol qualificado, apenas a vitória garante a classificação para Athletico-PR ou Fortaleza no tempo normal. Qualquer empate leva a decisão para a disputa por pênaltis.

LEÃO
No Fortaleza, o técnico Rogério Ceni terá de mexer bastante no time, já que tem quatro desfalques. Os atacantes Edinho e Wellington Paulista estão lesionados e o volante Juninho e o atacante Kieza não podem jogar na Copa do Brasil porque já atuaram por outras equipes nesta competição.

A tendência é que o ataque seja formado por Osvaldo, Romarinho e André Luís. No meio de campo, como já aconteceu na partida de ida, Araruna deve ser escalado ao lado de Paulo Roberto, mas o volante Felipe também pode ganhar uma oportunidade.

FURACÃO

Para essa partida, o técnico Tiago Nunes pode contar com os retornos do lateral-direito Jonathan e do zagueiro Paulo André, poupados da partida contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, no último domingo. No entanto, o treinador não confirmou os seus retornos e, caso não tenham se recuperado totalmente, seguem dando espaço a Madson e Lucas Halter.

Na lateral esquerda, Renan Lodi segue convocado pela seleção brasileira sub-23 para o Torneio Maurice Revello, mais conhecido como Torneio de Toulon, na França. Apesar de pedidos do Athletico-PR, a CBF não está disposta a desconvocá-lo, que será substituído por Márcio Araújo.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

Athletico-PR ​Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Lucho González); Nikão, Rony e Marco Ruben.
Fortaleza​ ​Marcelo Boeck; Tinga, Nathan, Juan Quintero e Bruno Melo; Felipe, Araruna; Romarinho, André Luís, Marcinho e Jr. Santos.

Após ser campeão do Nordeste, Fortaleza enfrenta o Flamengo no RJ

                                                      Foto -Thiago Gadelha

Para os jogadores do Fortaleza e para a sua comissão técnica, a festa do título do Campeonato do Nordeste já é algo que ficou marcado na memória dos jogadores, faz parte da história do clube, mas o time precisa provar, na Série A do Campeonato Brasileiro, que pode surpreender. Para tanto, o Leão encara dois compromissos “indigestos” pelo competição na sequência.

Hoje, enfrenta oFlamengo, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro; e no dia 8, às 19 horas, joga contra o Grêmio, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. A sequência é pesada para o time cearense, que espera surpreender os adversários, considerados favoritos ao título.

Na 14ª posição da tabela, com sete pontos, o Leão do Pici necessita avançar para a faixa intermediária, mas os desafios são grandes nessa sequência de jogos.

Sistema

Como tem a característica ofensiva, o Tricolor do Pici deve jogar da mesma maneira das partidas anteriores, embora sabendo que irá enfrentar um dos melhores elencos do campeonato. Apesar de sair para o jogo, o volante Juninho, que retorna ao time, lembra que é preciso muito respeito pelo Flamengo.

“Nós encaramos a Série A como se fossem 38 finais e estamos entrando na sétima final, contra o Flamengo. É um time de altíssimo nível, com grande investimento e vem de uma mudança no comando técnico. Isso só faz motivar os jogadores que não estão sendo aproveitados”, avaliou o volante Juninho.

Por ser natural do Rio de Janeiro, a família de Juninho vai estar presente torcendo por ele, nas arquibancadas. “Nós precisamos respeitar o Flamengo, pelo seu alto padrão técnico, mas necessitamos de obediência tática, para quem sabe, surpreender os rubro-negros”, completou.

O técnico Rogério Ceni deve promover cinco ou seis modificações para colocar em campo os que estiverem menos fatigados. O goleiro Felipe Alves, os volantes Juninho e Gabriel Dias, o lateral Carlinhos e os atacantes Kieza e Marcinho devem ser titulares.

O atacante Wellington Paulista, com estiramento na panturrilha esquerda, ficará de fora e seu substituto poderá ser o atacante Kieza.

 

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Arrascaeta (Diego); Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel. T. (interino): Marcelo Salles

FORTALEZA

Felipe Alves; Diego Tavares, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho e Gabriel Dias; Marcinho, Júnior Santos e Kieza. T.: Rogério Ceni

Estádio: Engenhão, no Rio

Horário: 16h deste sábado

Juiz: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)

O Mito fica! Rogério Ceni renova contrato e permanecerá no Leão para 2019

Foto: Jose Rosa de Araujo Filho/Futura Press/Estadao Conteudo
Foto: José Rosa de Araújo Filho/Futura Press/Estadão Conteúdo

A novela chegou ao fim. Como havíamos antecipado, Rogério Ceni renovou contrato e será o treinador do Fortaleza em 2019. Nesta sexta-feira, o técnico solicitou ao clube o contrato e chegou a um acordo com a diretoria do Tricolor para comandar o clube durante mais um ano.

Após o fim da Série B, competição da qual foi campeão com o time tricolor, o treinador está em sua fazenda, no Mato Grosso, e recebeu documento com a proposta feita pelo “Leão”: renovação por mais uma temporada, até dezembro de 2019.

Em apenas um ano no comando do Fortaleza, Rogério Ceni escreveu seu nome na história do clube ao conquistar a Série B do Campeonato Brasileiro em 2018, ano do centenário do Leão, naquele que é o maior título em seus 100 anos de existência.

O acerto foi confirmado pelo próprio clube em suas redes sociais.

Com time cheio de reservas, Fortaleza se despede da Série B com derrota para o Coritiba

Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Em duelo apenas para cumprir tabela pela Série B do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza perdeu para o Coritiba por 1 a 0, encerrando sua participação na edição 2018 deixando a competição com o titulo de campeão. O Alviverde, com 52 pontos, é o nono colocado e ficou longe do acesso. Líder isolado, o Tricolor somou 71 pontos em uma grande campanha.

O Leão veio a Curitiba com uma equipe bastante diferente em relação ao time titular campeão da Série B. O Coxa também entrou com um time bastante modificado, já que o técnico Argel Fucks tinha alguns desfalques.

O JOGO
O Fortaleza chegou pela primeira vez com perigo aos dez minutos. Após cobrança de falta, Jussani ganhou no alto e a bola passou perto do travessão de Rafael Martins.

Falta fora da área Parede derrubado por Adalberto e juiz marcou falta em cima da risca. O coxa-branca queria pênalti. Kady cobrou rasteiro e Gabriel teve de fazer boa defesa. Na sequência, Alex Alves tentou de cabeça, mas o arqueiro estava esperto. Aos 26, o Coxa voltou a levar perigo com Alan Costa, que cabeceou forte, forçando mais uma ótima defesa de Gabriel.

A resposta mais efetiva do Fortaleza veio aos 33, quando Ederson, ex-Atlético, tentou por cobertura, mas a bola saiu por cima do gol de Rafael Martins. O campeão da Série B teve ainda mais uma chance no finalzinho da etapa inicial. Em um contra-ataque rápido, a boa sobrou pra Rodolfo, que deu o drible, mas chutou pra fora.

SEGUNDO TEMPO
Sem mudanças nas equipes pro segundo tempo, o Fortaleza voltou mais animado. Tanto que Jussani cabeceou firme depois de escanteio aos cinco minutos e a bola passou raspando na trave. Pouco depois, em outra jogada rápida, Romarinho cruzou na área, mas a defesa conseguiu meter pela linha de fundo. Em mais um tiro de canto, foi Adalberto que levou perigo, novamente por alto.

O Coxa só voltou a chegar com perigo aos 20, quando Alecsandro avançou pela esquerda e experimentou de longe, mas o chute cruzado passou à esquerda de Gabriel. No lance seguinte, Parede chutou pra Nathan, que chutou em cima do goleiro do Fortaleza. Depois do escanteio, foi Vítor Carvalho que levou perigo. Aos 35, o mesmo Vítor chutou uma bola rente à trave e o goleiro só acompanhou.

Mas aos 40 minutos, o gol finalmente saiu. Alecsandro recebeu lançamento longo de Pablo, que jogava improvisado na lateral, e subiu sozinho pra marcar o gol da vitória. Foi o quarto gol dele na Série B de 2018.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B
2º Turno – 38ª Rodada

Coritiba 1×0 Fortaleza

Coritiba
Rafael Martins;Pablo, Alan Costa, Alex Alves e Abner; Matheus Bueno, Vitor Carvalho, Nathan (Vinícius Kiss) e Kady (Pablo Thomaz); Guilherme Parede (Julio Rusch) e Alecsandro.
Técnico: Argel Fucks

Fortaleza
Gabriel Félix; Tinga, Jussani, Adalberto e Leonan (Jean Patrick); Igor Henrique (Sérgio), Marlon, Ederson e Romarinho; Wilson e Rodolfo (Douglas Coutinho).
Técnico: Rogério Ceni

Local: Couto Pereira
Árbitro: Alexandre V. Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: João Luiz C. de Albuquerque (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Gols: Alecsandro, 40 do 2º.
Cartões amarelos: Pablo, Kady, Matheus Bueno, Alan Costa(Coritiba); Leonan, Adalberto, Marlon (Fortaleza)
Público total: 1.708
Renda: R$ 28.891,00.

Na entrega da Taça de campeão, Fortaleza goleia Juventude com Arena Castelão lotada

O capitão Marcelo Boeck ergueu a taça no Castelão (Foto: Gustavo Simão/Especial para O POVO)
O capitão Marcelo Boeck ergueu a taça no Castelão (Foto: Gustavo Simão/Especial para O POVO)

A partida entre Fortaleza e Juventude nesta (15) quinta de feriado nacional foi apenas para cumprir tabela. Com o caneco garantido de um lado e o rebaixamento decretado do outro, as equipes se enfrentaram na Arena Castelão completamente lotada.

Antes mesmo de completar 10 minutos de partida, os dois times balançaram as redes. O Juventude saiu na frente com o gol de Hugo Chances, que foi lançado na área e marcou o primeiro do time visitante.

Mas a comemoração não durou muito tempo. No minuto seguinte, Felipe arriscou de fora da área e o goleiro Douglas Silva rebateu a bola. Marlon, bem posicionado, não desperdiçou e deixou tudo igual na partida.

O Fortaleza virou o placar ainda na primeira etapa. Em clima de festa, Gustavo Henrique marcou dois e deixou 3 a 1 no placar nos 45 minutos iniciais do confronto.

SEGUNDA ETAPA
O segundo tempo de partida foi marcado por uma grande festa da torcida do Fortaleza nas arquibancadas. Com quase 60 mil presentes no Castelão e o placar elástico, a equipe apenas administrou a vantagem conquistada na etapa inicial.

O Juventude ainda chegou com perigo aos 20 minutos. Hugo Sanchez chutou cruzado na entrada da área, mas parou na boa defesa do goleiro Marcelo Boeck. Pelo lado tricolor, Bruno Melo quase fez o quarto aos 35 minutos. Bem posicionado, o goleiro Douglas evitou o novo gol do Fortaleza.

Antes do apito final e da cerimônia para entrega de medalhas e taça da Série B 2018, Marlon ainda fez mais um gol, que fechou com chave de ouro a partida e deu o placar de 4 a 1 para o Fortaleza na Arena Castelão.

FORTALEZA 4 X 1 JUVENTUDE — Série B 2018
Local: Arena Castelão
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Luciano Benevides de Sousa (DF)
Público: 57.223 (presentes)
Renda: R$  1.249.237,00
Fortaleza: Marcelo Boeck, Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Felipe, Nenê Bonilha (Ederson), Marcinho (Romarinho), Dodô (Rodolfo) e Marllon; Gustavo. T: Rogério Ceni.
Juventude: Douglas Silva, Vidal, Wagner, Neuton e Esquerdinha; Diones, Hugo Sanches, Felipe Mattioni (Felipe Lima), Leandro Lima (Choco) e Denner; Douglas Kemmer (Amaral). T: Luis Carlos Winck.
Gols: Hugo Sanches (7/1º tempo); Marlon (8/1º tempo e aos 42 do 2ºT) e Gustavo (20 e 32/1º tempo).

Em clima de festa no Castelão, Fortaleza recebe taça e enfrenta o Juventude nesta tarde


Após confirmar o título do Campeonato Brasileiro Série B e o acesso para a Série A, o Fortaleza enfrenta nesta quinta-feira o Juventude, às 17h15 (de Fortaleza), na Arena Castelão, pela 37ª rodada da competição. Embalado pela excelente campanha na competição, o Leão receberá a taça no confronto de hoje.

Já foram vendidos mais de 30 mil ingressos para o duelo diante do Alviverde e os dirigentes do Fortaleza têm a expectativa de estádio lotado. Dentro de campo, o técnico Rogério Ceni deverá manter o mesmo time que derrotou o Avaí.

Por sua vez, o Juventude, que já está rebaixado a Série C, quer aproveitar os dois últimos jogos do campeonato para encerrar com dignidade sua participação. O técnico Luiz Carlos Winck terá desfalques para encarar o time leonino.

Suspenso, o zagueiro Rafael Bonfim fica de fora da partida. Além disso, os defensores Fred e Micael, lesionados, desfalcam a equipe da Serra. Recuperado de uma cirurgia no joelho, Vinícius foi relacionado e será opção no sistema defensivo. Também estão entregues ao departamento médico os jogadores Pará, Tony, Bertotto e Elias. Por último, o presidente do Juventude, Roberto Tonietto, pediu licença do cargo.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA x JUVENTUDE

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de novembro (Quinta-feira)
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: José Raimundo Nascimento Junior (DF) e Luciano Benevides de Sousa (DF)

FORTALEZA: Boeck; Tinga, Jussani, Ligger e Bruno Melo; Nenê Bonilha, Felipe, Marlon e Dodô; Gustavo e Wilson.
Técnico: Rogério Ceni.

JUVENTUDE: Douglas, Felipe Mattioni, Vagner, Vinicius e Neuton, Amaral, Diones, Denner e Leandro Lima, Caio Rangel e Hugo Sanches.
Técnico: Luiz Carlos Winck.

Fortaleza vence o Avaí em Florianópolis e conquista título inédito da Série B

Foto: Cristiano Andujar/FuturaPress/Folhapress
Foto: Cristiano Andujar/FuturaPress/Folhapress

O Fortaleza conquistou neste sábado (10) o título da Série B do Campeonato Brasileiro de 2018. Jogando no Estádio da Ressacada pela 36ª rodada da competição, o time comandado pelo técnico Rogério Ceni venceu o Avaí por 1 a 0, graças a um gol no fim do jogo.

Com o resultado, os cearenses chegaram a 68 pontos. O CSA, que é vice-líder, foi a 59 pontos após empatar com Atlético-GO por 0 a 0 em Maceió. Com duas rodadas pela frente, os azulinos podem alcançar somente 65 pontos. O Avaí ficou com 57 pontos e caiu para o quarto lugar – o Goiás, também com 57 pontos, é terceiro.

O título do Fortaleza é o primeiro de Rogério Ceni como treinador em competições oficiais. Em 2017, comandando o São Paulo, o treinador conquistou a Florida Cup, torneio amistoso internacional.

O gol da vitória foi marcado no último lance do jogo, aos 49 minutos. Após contra-ataque fatal, Rodolfo recebeu na área, limpou na área e bateu no canto. Com o resultado, o Leão chegou aos 68 pontos, abriu nove pontos do vice-líder CSA, que empatou em 0 a 0 com o Atlético-GO, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Restando mais seis pontos em disputa, o Fortaleza não pode ser mais alcançado e agora jogará diante de sua torcida, na quinta-feira (15), as 17h15min (horário local), contra o Juventude, na Arena Castelão, na partida que marcará a entrega da taça de campeão da Série B.

O JOGO
O Fortaleza entrou em campo para enfrentar o Avaí com o time bastante modificado. Preocupado com o desgaste físico e com os atletas pendurados, o técnico Rogério Ceni resolveu poupar seis jogadores do time titular: Marcelo Boeck, Diego Jussani, Felipe, Dodô, Marcinho e Gustavo.

A equipe sentiu nos primeiros minutos a questão do entrosamento, vendo o Avaí dominar a posse de bola e tomar a iniciativa da partida. Os donos da casa, contudo, encontraram dificuldade para sair jogando, por conta do gramado pesado, prejudicado pela chuva. Mas foi do Tricolor a primeira chance clara da partida, aos 22 minutos, em cabeceio firme de Bruno Melo, que passou rente ao travessão. Na sequência, o time catarinense assustou, perdendo chance cara a cara, em chute de Getúlio, que foi defendido à queima-roupa por Max Wallef. O mesmo Getúlio teria outra chance no finzinho da primeira etapa, ao receber cruzamento rasteiro na área, mas acabou finalizando longe do gol.

Na volta para o segundo tempo, o Avaí seguiu melhor na partida, controlando a posse de bola no campo do adversário, mas o Fortaleza se fechava bem e tinha sua meta pouco ameaçada. Explorando os contra-ataques, o Fortaleza foi mais efetivo e criou mais uma boa chance, em chute forte de Éderson, obrigando o goleiro Kozlinski a fazer uma boa defesa. Na reta final do jogo, o jogo ficou aberto com boas chances para os dois times. O Avaí assustou novamente com Getúlio. O atacante recebeu cruzamento da esquerda e bateu de primeira. Max Wallef fez grande defesa.

O Tricolor respondeu com duas chances seguidas do zagueiro Ligger. Na primeira, ficou com sobra na área e chutou cruzado na trave. Na sequência, após cobrança de esanteio, cabeceou firme no centro do gol e obrigou o goleiro Avaí a fazer uma grande defesa, espalmando para fora. O jogo esfriou nos instantes finais, mas faltava a cereja do bolo: o gol para selar o título. E ele veio, com Rodolfo, no último lance do jogo, após jogada de contra-ataque. Ao fim da partida, jogadores e comissão técnica invadiram o campo para comemorar a conquista, junto com a torcida que se fez presente em Floripa.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 x 0 FORTALEZA

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 10 de novembro de 2018
Horário: 17h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Cartões amarelos: Igor, Matheus Barbosa, André Moritz, Capa e Gabriel (AVAÍ); Ligger, Roger Carvalho e Rodolfo (FORTALEZA)
Cartões vermelhos: —
Gol: Fortaleza: Rodolfo, aos 49 minutos do segundo tempo

AVAÍ: 
Mauricio Kozlinski; Guga, Marquinhos Silva, Aírton, Igor Fernandes (Capa); Judson, Matheus Barbosa, Renato, Pedro Castro (André Moritz), Getúlio (Daniel Amorim); Rodrigão.
Técnico: Geninho.

FORTALEZA
: Max Walef; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Derley, Nenê Bonilha e Marlon (Rodolfo); Romarinho (Marcinho), Éderson (Igor Henrique) e Wilson
Técnico: Rogério Ceni.

Em busca do título inédito, Fortaleza enfrenta o Avaí em Florianópolis

Rogério Ceni poderá celebrar sua primeira taça como treinador (Foto: Gustavo Simão/Fortaleza)
Rogério Ceni poderá celebrar sua primeira taça como treinador (Foto: Gustavo Simão/Fortaleza).

Depois de ter conseguido o acesso para a primeira divisão, o Fortaleza volta a campo na tarde deste sábado (10) em busca do título inédito da segunda divisão do campeonato brasileiro.

O Leão vai até Florianópolis enfrentar o Avaí, no estádio da Ressacada as 16h30 (horário cearense) com transmissão ao vivo pela TV Verdes Mares. Para ser campeão, o Tricolor só precisa de uma vitória simples, ou até mesmo com um empate, desde que o CSA, time que se encontra na segunda colocação, também empate seu jogo.

O técnico Rogério Ceni terá todos os jogadores à disposição para o duelo. A principal novidade é o retorno do lateral-esquerdo Bruno Melo, que cumpriu suspensão na última rodada. O treinador ainda fez mistério em cima dos jogadores pendurados, insinuando que poderá poupá-los contra o Avaí. São eles: o goleiro Marcelo Boeck, o volante Felipe e o artilheiro Gustavo.

“Vamos contar com todos à disposição. Alguns pendurados, mas todos à disposição. Temos que ter inteligência e calma para esse jogo”, avisou o técnico Rogério Ceni.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ X FORTALEZA

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 10 de novembro de 2018
Horário: 17h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, ambos do RJ

AVAÍ: Kozlinski; Guga, Marquinhos Silva, Aírton, Igor Fernandes; Judson (Marcão), Matheus Barbosa, Renato, Pedro Castro (Marquinhos), Getúlio; Rodrigão.
Técnico: Geninho.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger, Bruno Melo; Felipe, Marlon, Dodô; Éderson, Gustavo e Marcinho.
Técnico: Rogério Ceni.