De olho no segundo turno

O Fortaleza voltou a trabalhar na tarde desta quarta-feira (29), no Pici.

O técnico Marcelo Chamusca e seu auxiliar Caé Cunha orientaram um treino técnico no primeiro momento. Em seguida, Chamusca formatou um time e comandou um treino tático no gramado do estádio Alcides Santos.

Medalhista nos jogos Pan-amaricanos de Toronto, Tinga foi reintegrado ao elenco e já jogou no time titular. Auremir, com um edema no pé direito, treinou normalmente e também esteve entre os titulares. A formação do trabalho tático foi a seguinte: Erivelton; Tinga, Lima, Adalberto e Thallyson; Corrêa, Pio, Auremir e Daniel Sobralense; Lúcio Maranhão e Maranhão.

No decorrer do treino, Tinga sentiu o cansaço da viagem e deu lugar a Vinícius Hess. Auremir foi, então, improvisado na direita e Hess compôs o meio campo. Lúcio deu seu lugar a Ricardo Jesus e Pio cedeu seu lugar a Éverton.

Amanhã o tricolor treina a tarde na Arena Castelão palco do jogo contra o Icasa no Sábado às 16 horas. No primeiro turno foram: 6 vitórias, 2 Empates e 1 derrota, conquistando 20 pontos e a 1° posição na classificação.

O Pardal e a Águia

pardal e aguia

O Fortaleza jogou na tarde deste sábado contra o Águia, na cidade de Marabá-PA, o ultimo jogo do primeiro turno da fase classificatória pelo Grupo A da Série C. O jogo terminou com um empate de 2×2.

Resultado esse que poderia ser considerado bom, por ser um jogo fora de casa e o time estar na ponta da tabela, não fosse a forma como ocorreu. O FEC, escalado como no jogo anterior, no qual ganhou com facilidade, dominou todo primeiro tempo e logo abriu 2×0. Gols de Lúcio Maranhão, que tirava um peso das costas, e Thallysson numa tabelinha que envolveu a frágil defesa do Águia.

Depois disso ainda houve chances para ampliar, mas o primeiro tempo fechou mesmo em 2×0 para o Leão.

No segundo tempo começaram as mudanças, não só das peças, mas também da postura do time. Auremir sentiu um pisão e pediu pra sair. Foi aí que o professor cometeu, na minha visão, um grande equivoco. Pôs Dudu no meio e deslocou Corrêa para a lateral direita. Com isso, além de improvisar na lateral onde Corrêa não é especialista, ainda perdeu o equilíbrio e vigor que ele impõe no meio campo. Mais tarde pôs Everton em campo. Nada mais natural, pois Everton é o titular da posição e precisa recuperar o ritmo de jogo. O problema é que ao contrário do ultimo jogo onde ele tirou Pio e deslocou Maranhão para a direita, ele tirou Maranhão que vinha bem e deixou Pio que não estava num dos melhores dias. O Time caiu ainda mais de produção e já não levava mais perigo contra a meta do Águia. Foi então que o professor se superou. Tirou o único homem fixo de ataque, que prendia a defesa do Águia la atrás e pôs Thiago Azulão, jogador que é meia e ainda não fez um bom jogo sequer desde que chegou ao Fortaleza. Foi a deixa que a rasga mortalha de Marabá precisava para ir pra cima. E não deu outra. Fez 2 gols e decretou o empate com sabor pra lá de amargo para o tricolor do Pici.

Marcelo Chamusca é um bom treinador, frize-se. Tem feito um bom trabalho desde o seu retorno no começo do ano. Tanto que ganhou o cearense fez um excelente inicio de série C. Mas por vezes insiste em alguns jogadores que não correspondem, vide Radar, Azulão, entre outros que pelo Pici passaram, e faz algumas substituições que descaracteriza o time. Hoje foi um dia em que fez jus ser chamado de “professor pardal”.

Não se trata de condenar o bom treinador por um dia em que não acertou. É de certo que o FEC vai se classificar para o tão temido e traumático mata-mata. E é projetando o desempenho do time nessa fase que o torcedor teme que erros como esses se repitam e ponham por água abaixo, mais uma vez, o tão sonhado acesso.

Que fique a experiência. Que os erros sejam assimilados e cometidos enquanto ainda pode-se cometê-los. No mais, o FEC continua líder e segue firme na disputa pela classificação e acesso.

Sigamos na luta, que ela é árdua a próxima batalha já se aproxima.

#FortalezaSempre

O Fortaleza na visão das mulheres

01

Ola maior, mais linda e mais apaixonada do Estado. Eu sou Vanessa Alencar e fui convidada a fazer parte do site eTricolor. Bem, então vamos as devidas apresentações. Sou formada em moda e em geografia, atualmente leciono aulas na rede publica municipal. Comecei a andar em estádio em 2003, não me julgue por fazer parte da geração modista de serie A, pois aos 14 não se pode ser muito independente, desde então respiro Fortaleza Esporte Clube.

Em 2009 comecei a ajudar no projeto Stellas (cheerleaders) e estou nesse projeto desde então. Os bastidores do futebol me ensinou muita coisa. Uma das maiores lições que aprendi e que carrego a bandeira ate hoje é a do feminismo. Feminismo no futebol é algo bem distante da realidade de muita gente.

Mas aqui falarei bastante sobre essa luta. Aqui será o espaço das mulheres no futebol, espaço de depoimentos, de desabafo, dos bastidores das Leoninas, dos detalhes que só mulheres prestam atenção em jogo. Será o Fortaleza visto por mulheres. Mulheres! Tratem as mulheres tricolores com carinho pois nem só de homens se lota estádio, viu? Bjos V.A.B

De Encher Os Olhos

Prezados tricolores, quem foi sábado ao Castelão assistir a Fortaleza x Botafogo-PB saiu de lá com sorriso no rosto e a certeza de que esse Fortaleza pode nos dar muitas alegrias. Não falo isso apenas pelo gol antológico marcado por Maranhão – Mais um pra conta do MITO – Mas também pela ótima apresentação coletiva do time comandado por Marcelo Chamusca.

O time teve mudanças e relação ao que vinha jogando. Além de Pio que voltava de suspensão, Dudu deu lugar a Vinicius Hess, o que deu um equilíbrio defensivo maior ao time. Com isso o Botafogo pouco ameaçou o gol tricolor. Outra mudança foi Thalysson no lugar de Radar. E como esperado o time teve muito mais força ofensiva pelo setor esquerdo, sendo mais agudo e veloz.

O primeiro tempo fechou em 2×0 para o Leão, sendo Maranhão decisivo em ambos os gols. No primeiro, fez jogada pela esquerda e tentou Lúcio Maranhão na pequena área. O defensor tentou cortar e mandou contra as próprias redes. Vibrava pela primeira vez a nação tricolor. Já o segundo foi qualquer coisa de espetacular. Após bela tabela entre Lúcio Maranhão e Daniel Sobralense, a bola chegou aos pés do exterminador de tabus, que dominou e se viu de costas para a meta. Segundo o manual dos craques, a conclusão só poderia ser de uma maneira: calcanhar e rede. Estava anotado o segundo tento e a torcida era só vibração na arena.

A nota ruim ficou por conta da contusão do goleiro R Berna, que fraturou o nariz e deve ficar fora dos próximos jogos. Erivelton, que entrou e foi seguro quando exigido, vai ter mais algumas chances na meta tricolor.

No segundo tempo, com placar bem favorável e com o adversário sem incomodar muito, o Fortaleza tocou bastante a bola, procurando com calma as melhores oportunidades. Chamusca sacou Pio, com participação discreta, pôs Everton, que havia feito a ultima partida na final do cearense, pra jogar com Thallysson pela esquerda. Com isso Maranhão passou a jogar pela direita. E foi exatamente numa jogada com Thallysson que a estrela de Everton voltou a brilhar. Vevé recebeu passe do lateral esquerdo e de dentro da área soltou um balaço cruzado de esquerda. O goleirão foi com a mão mole, azar o dele, e estava lá os 3×0 no placar.

Daí até o final o time deu um show de toque de bola. De maneira envolvente e sem desmerecer o adversário, o Fortaleza arrancou gritos de “olé” e aplausos da torcida, de maneira que a há muito não se via.

Tomando por base que Chamusca ainda busca a formação ideal, visto que ainda jogamos com desfalques, improvisações e temos reforços pra estrear, a torcida fica bastante esperançosa quanto a sequência da competição.

Resumindo a tarde de sábado na arena em uma frase, eu diria: foi de encher os olhos.

#FortalezaEstamosContigo

Leão busca reabilitação com retorno do artilheiro

Pensando no embate contra o Botafogo da Paraíba, o grupo leonino encerrou os preparativos nesta sexta-feira. O elenco tricolor participou de um treino recreativo bem leve, para não forçar os atletas. Em seguida alguns jogadores cobraram faltas e pênaltis, para melhorar a pontaria.

O time de Marcelo Chamusca poderá ter até três mudanças para o jogo deste final de semana. Isso por que Marcelo ainda tem dúvidas se deixa Dudu Cearense e continua dando sequência ao jogador ou se coloca Vinicius Hess. As outras duas mudanças foram no sistema defensivo e no meio de campo, Thallyson assume a lateral esquerda no lugar de Radar, enquanto Pio que cumpriu suspensão no último jogo, retorna ao meio campo no lugar de Tiago Azulão. O atleta foi ídolo do Botafogo da Paraíba e se sente feliz por conquistar os objetivos, mas ele ressalta que hoje joga pelo Fortaleza e vai mostrar raça dentro de campo.

“Muito feliz por ter conquistado meus objetivos vestindo a camisa do Botafogo-PB e mais feliz ainda pelo respeito e carinho que a torcida do Botafogo tem pela minha pessoa, pelo meu futebol, pelo que eu construí lá dentro. Mas hoje eu defendo as cores do Fortaleza, tenho que fazer o meu melhor junto com os companheiros para conseguir sempre as vitórias, e sábado não será diferente, vou correr, dá carrinho, vou fazer de tudo para conquistar essa vitória” disse o artilheiro do Fortaleza na Série C.

O treinador ainda conta com mais um reforço no banco de reservas. Liberado pelo departamento médico, Éverton fica à disposição. O atleta se recuperou de uma luxação no ombro direito que sofreu na final do Campeonato Cearense no dia 3 de maio, a recuperação do jogador foi mais rápida do que se esperava. Os médicos do clube estipularam 3 meses para o atleta ter condições de treino, mas Éverton obteve o resultado em 62 dias.

“Foi muito boa a recuperação, agora é voltar a jogar o futebol que vinha jogando”. Ele disse ainda que não está na melhor forma: “Não estou 100%, mas isso se adquiri dentro de campo, jogando e mostrado meu futebol, estou uns 85 à 90%” ressaltou o jogador.

O tricolor entra em campo neste sábado às 16h contra o Botafogo da Paraíba, defendendo a liderança do grupo A. Ricardo Jesus contatado quinta-feira será apresentado antes da bola rolar ao torcedor. O atacante tem 30 anos e estava por último no Tijuana, time em que atuava desde 2014.

Ficha técnica

Fortaleza x Botafogo/PB

Local: Arena Castelão
Data: 18/07/2015
Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso (AM)
Assistente: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Renan Aguiar da Costa (CE)

Fortaleza: Ricardo Berna; Auremir, Lima, Adalberto e Thallyson; Corrêa, Vinícius Hess (Dudu Cearense), Pio e Daniel Sobralense; Lúcio Maranhão e Maranhão. Técnico: Marcelo Chamusca.

Botafogo-PB: Edson; Marcel (André Cassaco), Walter, André Lima e Alex Cazumba; Jean, Zaquel, Nata (Gustavo) e Samuel; João Paulo (Beto) e Reginaldo Júnior. Técnico: Roberto Fonseca.

O Ponto do Doce

O Fortaleza volta a campo neste sábado para enfrentar o Botafogo PB as 16h pela 8a rodada da Série C. O líder do grupo A, diante de seu torcedor, vai tentar se redimir não só da derrota para o Confiança SE, mas também de uma apresentação bem contestável, sobretudo na produção ofensiva e finalizações a gol.

O time, que desde a final do cearense (GOOOOOOL DO CASSIANO), vem sofrendo com diversas mudanças em sua formação, tanto devido a contusões, como a saída de algumas peças e até convocação para seleção brasileira, vem sendo desenhado pelo treinador com a mesma base tática do estadual.

Marcelo Chamusca preza pela ocupação de espaços e monta o Fortaleza com as famosas 2 linhas de 4 e a frente delas os 2 atacantes. O time deve formar com R. Berna, Auremir, Lima, Adalberto e Thallison. Correa, Dudu, Pio e Maranhão (Everton), Daniel Sobralense e Lúcio Maranhão.

Berna, após estrear bem e arrancar elogios do torcedor, e no jogo seguinte ter tomado um gol num chute de longe em que alguns disseram que foi falha, tem a missão de manter a esperança de que tenhamos enfim encontrado nosso “Camisa 1”.

Auremir continua na lateral direita enquanto Tinga está com a amarelinha no PAN. O que pra mim, das mudanças, é a que mais interfere na nossa qualidade de jogo, uma vez que Auremir é muito bom na marcação, que perdemos com sua ausência no meio, mas não tem a mesma qualidade no apoio e pra chegar a linha de fundo e concluir as jogadas com qualidade no passe, ou cruzamento.

A vaga deixada por Auremir no meio vem sendo ocupada por Dudu Cearense, aposta de Chamusca para que o atleta que chegou com grande expectativa em virtude do currículo, possa enfim ter a sequência de jogos que tanto desejou e o futebol outrora praticado possa reaparecer. Das duas partidas que fez, Dudu foi bem discreto. Teve altos e baixos. Um pouco lento e deixando a desejar na marcação, ainda meio frouxa, mas em alguns momentos conseguiu dar bons passes e chegou perto de marcar conta o América RN. Ainda é uma incógnita a evolução do futebol do Dudu. Resta torcer, pois além do investimento ter sido alto pra ser apenas um reserva de luxo, o sucesso dele significa sucesso do Fortaleza.

No meio ainda temos Correa, que fará o 4º jogo após a volta de contusão, buscando sua melhor condição física, mas sempre perigoso na bola parada. Pio volta de suspensão e vai ocupar o lado direito, dando suporte ao Auremir. Se mantiver o nível dos dos anteriores é uma arma poderosa pra vazar a defesa adversária. Vem fazendo uma excelente Série C e marcando gols importantes.

No lado esquerdo teremos pela primeira vez Thalisson começando como lateral. Ele que veio pro lugar do Wanderson, vinha sendo utilizado no meio. E a expectativa é de mais qualidade, principalmente nas jogadas de ataque. Com Everton liberado pelo DM, Chamusca deve utiliza-lo durante o jogo, ainda que não por 90 min. A qualidade do “veve” é indiscutível, mas o muito tempo que ficou parado deve prejudicar seu melhor futebol. E como alternativa, Maranhão, o exterminador de tabu e artilheiro dos gols espetaculares, vem sendo eficiente naquele setor. Principalmente quando o adversário dá espaço para que ele use da velocidade e imprevisibilidade que lhe é peculiar. E o imprevisível conta de duas maneiras. Tanto por as vezes estragar conta-ataques perigosos com jogadas bisonhas, como também dar passes para gol e marcar belos tentos.

No ataque, setor de grande contestação da massa tricolor, Daniel, que teve uma queda acentuada de rendimento após o estadual, busca ao lado de Lúcio Maranhão, mostrar que ambos podem corresponder mais e melhor do que vêm fazendo. Torçamos para que a presença de JESUS os ilumine. (Ricardo Jesus foi anunciado como mais novo reforço tricolor e fará sombra aos atuais atacantes. Bom pro FEC que ganha opções de qualidade).

E é dessa forma que Chamusca vai fazendo os ajustes no time buscando reencontrar o “Ponto do Doce”, atingido por ele nos últimos jogos do FEC na Copa do Nordeste e reta final do Cearense. (GOOOOOOL DO CASSIANO)

No mais, cabe a nós torcedores cumprirmos nosso papel de ir ao estádio e apoiar nosso amado tricolor em busca de mais uma vitória.

#VaiPraCimaDelesLeão

Jantar de confraternização entre conselheiros e sócios

A Diretoria Executiva e o Conselho Deliberativo do FORTALEZA ESPORTE CLUBE, convidam os seus Conselheiros e Sócios, para um JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO . que se realizará na próxima sexta-feira,  17 de Julho de 2015,  a partir das 19h30min, no Restaurante Sal e Brasa, situado à Avenida da Abolição, 3.500, com manobristas á disposição. Será um “jantar de adesão” em que serão formados grupos de apoio financeiro ao clube, que contribuirão pecuniariamente com com o clube nessa reta final rumo à ascensão à Série B.

O convite individual custa R$ 39,90 (Buffet completo e rodizio de carnes nobres) e com relação às bebidas, cada um pagará o seu consumo.

Será um evento muito importante para o congraçamento do quadro de sócios, razão por que as diretorias promoventes esperam o comparecimento maciço de sócios.

Não deixem de comparecer. As dúvidas podem ser dirimidas com a Secretaria do Clube e do Conselho Deliberativo.

 

Leão deu sequência aos preparativos na tarde desta terça-feira

Dando sequência aos preparativos para o compromisso de sábado contra o Botafogo da Paraíba, o elenco leonino voltou ao campo do estádio Alcides Santos. Na ocasião o treinador Chamusca voltou a dividir o grupo em três times e orientou um trabalho técnico. Em seguida Marcelo deu prioridade as finalizações.

O técnico tricolor aguarda a diretoria, que busca a todo instante um atacante. As negociações com Ricardo Jesus continuam. Para o jogo do próximo final de semana, Pio retorna ao time após cumprir suspensão.

Éverton recuperado e liberado do departamento médico, figura como opção. Romarinho após 5 meses de recuperação está à disposição. O DM tricolor está sendo frequentado por três jogadores: o meia Laertes com dores lombares, Hudson sentindo dores no joelho direito e Uilliam lesionado no joelho direto, o atleta aguarda cirurgia. O tricolor volta a treinar nesta quarta-feira, a tarde a partir das 16h no Parque dos Campeonatos.

Os preços dos ingressos já foram definidos: 40 reais setor superior, 60 reis o setor Bossa Nova e especial, setor premium 120 reais. Mulher paga meia em todos os setores.

Não pode parar

Após a derrota para o Confiança no último sábado, o Fortaleza se reapresentou na manhã desta terça-feira, no estádio Alcides Santos. O elenco tricolor realizou um trabalho técnico.
Sob comando da comissão técnica, os jogadores foram divididos em três times, um trabalho leve para iniciar a semana. Antes de ir para o gramado, o grupo ainda fez um trabalho na academia do clube.

Enfim, Éverton foi liberado pelo departamento médico e já está a disposição de Marcelo Chamusca para o jogo deste sábado contra o Botafogo-PB. Éverton tinha se contundido no ombro direito na final do campeonato cearense, passou por cirurgia e após 72 dias volta a figurar como opção . O atacante Romarinho treinou normalmente com bola e também está à disposição do treinador.

O Tricolor volta a treinar na tarde desta terça-feira, a partir das 16h novamente no Pici.

Jesus, a salvação no ataque tricolor

downloadRicardo Jesus da Silva está apalavrado com o Fortaleza Esporte Clube. O atacante de 30 anos será a aposta para balançar as redes dos adversários. Ricardo acertou verbalmente seu contrato com o tricolor mas aguarda sua liberação junto ao Tijuana, time em que atuava desde 2014.

Após a partida contra o Confiança, onde o tricolor ficou devendo no quesito finalização, o Técnico Marcelo Chamusca foi questionado sobre a possível vinda do jogador, mas não deu certeza e jogou a bola para o Diretor de Futebol Marcelo Paz e para o Presidente Jorge Mota.

Entretanto, Chamusca disse que conhecia o potencial do jogador e o titulou como: ” Fazedor de gols”. Ricardo vem sendo sondado há duas semanas. O empresário do atleta pediu um valor muito alto para que fosse pago assim que o mesmo chegasse em nossa capital.

A diretoria negociou e parece que está tudo certo, pois o empresário de Jesus está no México acertando sua liberação.

Confira a ficha técnica do jogador:

Nome: Ricardo Jesus da Silva

Data de nascimento: 16 de maio de 1985 (30 anos)

Local de nascimento: Campinas (SP), Brasil

Altura: 1,86 M

Clubes que já atuou: Internacional, SPARTAK, NALCHIK, CSKA MOSCOU, LARISSA, Ponte Preta, Portuguesa, Avaí, Atlético Goianiense, QUERÉTARO E TIJUANA.