Raça, equilíbrio e criatividade: o meio campo do Fortaleza.

Como já dizia a música do Skank: “o meio campo é o lugar dos craques, que vai levando o time todo pro ataque.” E, no Fortaleza, não é diferente. O meio campo liga a defesa ao ataque, e, para o time funcionar, é essencial um meio campo equilibrado, de qualidade e criatividade para o resultado no ataque e a proteção na defesa. E, no Fortaleza, como já disse, não é diferente.

Derley. A raça, a alma, a dedicação e o sangue no olho em campo. Derley corre o campo todo, marca, o legítimo volante “cão de guarda.” Valeu a pena ter esperado meses para vê-lo em campo, e cada desarme é comemorado como um gol, e cada desarme pode, inclusive, gerar um gol. Em números, Derley é o jogador que mais desarma na Série B de 2018. E, ao contrário dos “volantes cães de guarda” , Derley é um dos jogadores mais disciplinares do Fortaleza: levou apenas 1 cartão amarelo em todo o campeonato, o que é esperado e compreensível pela sua função em campo.

Jean Patrick. O jogador que representa o equilíbrio do meio campo tricolor. Jean Patrick marca bem, tem bom passe, chuta bem, chega bem ao ataque, ajuda taticamente e tecnicamente o Fortaleza em campo. Jean Patrick é o jogador essencial que todo bom time precisa, o homem que traz o equilíbrio ao meio campo. Além disso, o volante ainda chega bem ao ataque, tendo, inclusive, participação em gols importantes. Para se ter uma noção, dos dois últimos jogos, o passe para o segundo gol do Edinho e o chute que originou o rebote para o gol do Gustavo, contra o Figueirense, foram dele; e o cruzamento para o gol do Gustavo, contra o Criciúma, também foi do Jean Patrick. É a espinha dorsal do meio campo tricolor.

Dodô. O homem da criatividade, um legítimo camisa 10. Dodô tem a capacidade de, num movimento de corpo e dois a três toques na bola, armar uma jogada, quebrar uma linha de marcação ou deixar companheiros na “cara do gol.” Dodô é o camisa 10 que se encaixou no meio campo do Fortaleza, o homem da criação, do último passe. De qualidade.

Assim, não é à toa que o Fortaleza é o líder da Série B, tem o melhor ataque, a melhor defesa, o melhor aproveitamento em casa e fora, o melhor aproveitamento do campeonato, o artilheiro e faz o melhor início de um clube nordestino da história do novo formato da série B em pontos corridos. Para isso, o meio campo vem sendo essencial para o sucesso dos 11 jogadores. E o meio campo do Fortaleza possui todas as características necessárias para o time inteiro funcionar bem: raça, equilíbrio e criatividade.

Comentários